Certificado Digital

Prontuário eletrônico: as vantagens de se ter Certificação Digital

Algumas pessoas não sabem, mas a assinatura digital já é uma realidade na maioria dos hospitais, clinicas, consultórios do Brasil e do mundo. Em uma pesquisa divulgada pela TIC Saúde e conduzida pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, mostrou que três em cada quatro estabelecimentos de saúde já utilizam o sistema eletrônico para o registro das informações e receitas dos pacientes. Além disso, cerca de 16% já utilizam apenas o registro no formato eletrônico.

Mas você deve estar se perguntando, como eu posso implantar um sistema de prontuário eletrônico? Primeiramente você deve procurar uma autoridade certificadora, e é lógico que você vai escolher a Web Certificados! Logo após, o solicitante deve ir à autoridade de registro para validar os dados cadastrais. A verificação presencial é de extrema importância para garantir a segurança não só dos pacientes, mas também dos profissionais da área da saúde para evitar possíveis fraudes ou erros.

Agora que eu já cadastrei os meus dados o que eu faço? Com os certificados prontos, tanto para a unidade de saúde quanto para os profissionais que trabalharão com o prontuário eletrônico, pode-se buscar o sistema que será utilizado para a gestão do PEP. A migração deve ser feita de maneira correta e em estágios. Com isso, seus estabelecimentos e seus pacientes ganharão diversos benefícios.

Elaboramos algumas vantagens que você pode adquirir utilizando o prontuário médico. Confira:

Três palavras que serão usadas: preço, mobilidade e segurança na informação.

Facilidade: Com as informações inseridas na nuvem, o médico consegue acessar seus documentos de qualquer dispositivo móvel. Dessa forma, os profissionais não só conseguem acessar os principais papéis da sua clínica, como também podem assinar mesmo não estando presente no local. O recurso é ideal para aqueles que viajam a congressos ou atendem em diferentes locais.

Menos papel: Uns dos objetivos dos prontuários eletrônicos é reduzir o uso de papel. Contudo, para eliminar os documentos em papel, o profissional precisa possuir um prontuário eletrônico de acordo com as normas NGS-2 do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS). Segundo a resolução 1821/07 do CFM, somente soluções que atendam aos requisitos da Certificação SBIS-CFM, com Nível de Garantia de Segurança 2 (NGS-2), podem substituir o papel na área médica. Isso porque essa categoria permite a integração do prontuário eletrônico com certificado digital. Com este recurso, todos os documentos clínicos são registrados, assinados e armazenados no meio eletrônico.

Segurança: Sabemos que com a certificação digital uns dos benefícios é a segurança nos seus processos, com o prontuário médico não poderia ser diferente; com a certificação, a assinatura digital ganha validade jurídica e substitui os carimbos em todos os documentos. Aliado ao prontuário eletrônico na nuvem, o médico aumenta a segurança da informação devido à organização e disposição dos dados, além de eliminar possíveis falhas na comunicação devido a problemas na caligrafia dos profissionais, como por exemplo, erro na hora de escrever o remédio ou alguma informação que o paciente precisa saber.

Por mais que a falta de recursos financeiros ainda seja apontada como a principal barreira na adoção dessa tecnologia, vale apena investir. Com isso, você e muitas pessoas ganham com esta prática, que além de tudo vai garantir o mais importante: segurança e rapidez durante os seus processos no dia a dia.

Leia também: O que é SCRUM e quais os benefícios para sua empresa?

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *